Caixa “tira” 2º lugar a Pedro Ferreira

Piloto da VW Amarok chegou a ser o mais rápido em prova

 

Ultrapassados os problemas que tinham impedido uma prestação no prólogo mais consentânea com o andamento evidenciado, Pedro Ferreira cedo mostrou na 2ª etapa da Baja TT do Pinhal que está cada vez mais perto do andamento dos mais rápidos pilotos do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, neste que é o seu segundo ano de competição e o primeiro em que dispõe de uma viatura 4×4.

 

Após os primeiros 30 quilómetros do primeiro setor seletivo escolhido pela Escuderia Castelo Branco para o início da segunda etapa, já a dupla da VW Amarok rodava no pó do carro que partira dois minutos à sua frente, situação que se manteve durante muitos quilómetros. Quando passou a ser o terceiro carro em pista o piloto da PMF Racing conseguiu ser o mais rápido em prova ganhando alguns segundos ao líder Nuno Matos e terminando o troço na 3ª posição da geral a apenas 7s de João Ramos, a quem ganhou 24s no SS2.

 

Em SS3 e quando já ocupava a 2ª posição da geral “sofremos um enorme balde de água fria quando de repente a caixa deixou de funcionar e a nossa corrida terminou. A corrida estava a correr lindamente. Sem qualquer tipo de exageros estava sentir cada vez mais confiança no carro, seja nas zonas mais rápidas como nas mais sinuosas. Era a evolução que eu acreditava poder fazer assim que os problemas de juventude da Amarok fossem ultrapassados. Não estava minimamente à espera de uma situação destas. Vamos ter de analisar o que se passou para que não volte a acontecer, porque de resto sinto que estamos no bom caminho” salienta o piloto da PMF Racing que foi como habitualmente acompanhado por Valter Cardoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *