PORTUGAL “VARRE” ESPANHA E CONTINUA A ESCREVER HISTÓRIA

“O que é isto??” A Europa do Basquetebol deve-se estar a perguntar de onde apareceu este conjunto de guerreiras lusitanas que têm varrido as grandes potências com o seu Basquetebol e, a cada dia, criam em todos nós um sonho maior!! Hoje foi a vez da fúria espanhola sucumbir à alma, ao coração e à garra da incrível equipa portuguesa 64-44.

PORTUGAL ESTÁ NA FINAL DO CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB 16 FEMININOS!!!

Tantos adjetivos e todos não chegam para qualificar o que o conjunto de Portugal tem feito em Matosinhos, acompanhado por um público que, dia após dia, trás ao CDC de Matosinhos uma força que ninguém consegue parar.

E amanhã, na Final com a República Checa, não chegarão os lugares e o entusiasmo para levar Portugal ao último dos sonhos, o de Campeão da Europa. Às 19h45, soltam-se as emoções e Portugal começa a jogar a primeira final europeia da sua história. Se ontem escrevia emocionado, hoje acrescento o crer!

Excelente inicio de jogo por parte de Portugal perante uma Espanha que não encontrava soluções e tremia na hora de atirar ao cesto. Com 6 minutos jogados as lusas estavam na frente (7-2) e reduziam as espanholas a um único cesto de campo. Não era o melhor jogo ofensivo de Portugal mas a Espanha não conseguia marcar e a 1,30mn do final do 1º período eram 10 o pontos de vantagem 12-2. Só a 34 segundos a Espanha logrou marcar mais 2 pontos e da linha de lance livre e por o resultado em 12-4.

Portugal reentrou bem no segundo período com 2 triplos. Mas a Espanha procurava reduzir diferenças mas sem grande sucesso. Com 6 minutos para jogar novo triplo luso e 23-8. O jogo estava de feição para a equipa das quinas. Intratáveis na defesa as bombas também já caiam e a diferença ia aumentando. Aos 5 minutos 26-08 e logo a seguir a vintena de diferença com mais dois pontos. Um triplo deu algum alento as espanholas e o intervalo chegava com 30-15 para Portugal.

O descanso fez bem à jovem armada espanhola que num minuto fez 5 pontos e pôs o jogo em 30-20. Portugal precisava de pontos e surgiram 4 pontos mas a Espanha estava transfigurada para melhor e já não queria perder o momento reagindo com mais 4 que mantinha a dezena à passagem do 5º minuto. Muito nervo dentro de campo e menor esclarecimento de parte a parte prejudicavam a qualidade de jogo e Portugal ia aproveitando para manter diferenças nos dois dígitos. A Espanha defendia em campo inteiro mas Portugal ia conseguindo resistir às investidas e os decisivos 10 minutos chegavam com 42-30.

O primeiro cesto do 4º período foi espanhol mas Portugal respondeu de pronto com 4 pontos consecutivos e em dois minutos voltava a ter os 14 pontos à maior. O tempo corria a favor de Portugal mas a 4ª falta de Beatriz Jordão a 7 minutos do fim trazia alguma apreensão. Nada que as pupilas de Agostinho Pinto não soubessem ultrapassar. E saiu uma bomba que dava 15 pontos a 5,25 do terminus (51-36). Foi como uma facada nas esperanças espanholas. Portugal começava a tornar real mais um feito histórico, único, inigualável. Ponto atrás de ponto a diferença aumentava e quando a cerca de 3 minutos do fim 20 pontos separavam as equipas, já todos sabiam que Portugal estava na Final, derrotando a poderosa Espanha por claríssimos 20 pontos de diferença!

Venha de lá a Final e o titulo europeu!!! Eu acredito!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *