Setúbal “é um bom ensaio” para o Mundial

A etapa da Taça do Mundo de Setúbal – FINA/Hosa 10 km Marathon Swimming World Cup 2015, que se realiza no próximo sábado, “é um bom ensaio de preparação para o Mundial”, afirmou hoje José Machado, diretor-técnico nacional da Federação Portuguesa de Natação, durante a conferência de Imprensa de apresentação do evento, que decorreu no Hotel do Sado.

“O objetivo da Seleção Nacional é conseguir um lugar nos 10 primeiros em femininos e nos 20 primeiros em masculinos. Esperamos que a experiência internacional que adquirimos este ano possa fazer a diferença na disputa de alguns lugares nesta etapa de Setúbal. É uma prova de muita qualidade e um bom ensaio de preparação para o Mundial de Kazan, no próximo mês, e um bom teste para o qualifying dos Jogos Olímpicos de 2016 que será aqui em Setúbal”, referiu o responsável técnico.

Angélica André, campeã nacional dos 10 km em femininos, afirmou que esta “é uma prova importante nesta fase da época que antecede o Campeonato do Mundo”, apontando “o 10.º lugar como objetivo” para a prova de sábado.

Por sua vez, Rafael Gil, campeão nacional dos 10km em masculinos, considerou que a etapa de Setúbal “é de exigência elevada” e “um bom teste para o próximo Campeonato do Mundo”.

Além de Angélica Ribeiro e Rafael Gil, a Seleção Nacional estará representada por Hugo Ribeiro, Tiago Oliveira, Vasco Gaspar e Vânia Neves.

A prova, na distância de 10km, conta com a participação de 71 atletas (50 masculinos e 21 femininos) em representação de 25 países dos cinco continentes: Austrália, Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Croácia, Egito, Equador, Espanha, Estados Unidos da América, França, Hungria, Itália, Irlanda, Israel, Japão, Macedónia, Nova Zelândia, Portugal, República Checa, Sérvia, Suécia, Ucrânia e Venezuela.

O alemão Christian Reichert, campeão do mundo por equipas nos Mundiais de Barcelona em 2013, e a italiana Rachele Bruni, atual líder do ranking mundial com vitórias nas etapas de Patagones-Viedma (Argentina) e Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), são duas das principais referências na prova portuguesa.

Presente na conferência de Imprensa, a húngara Anna Olasz, número dois do ranking mundial, disse que está “entusiasmada em participar na prova de Setúbal” e, apesar de não ter conseguido a qualificação para os Jogos Olímpicos de 2012 no qualifying de Setúbal, considera que “foi uma boa experiência”, enquanto o brasileiro Diogo Villarinho, quarto no ranking mundial de 2014, revelou que espera “vencer a prova masculina”, mostrando-se “confiante” que estarão reunidas as condições para terminar em primeiro lugar.

Outros nomes se destacam entre os presentes como o australiano Rhys Mainstone, vencedor da etapa mundial de Noumea (França), ou a alemã Angela Maurer, sétima no ranking mundial e vencedora da etapa de 2011 de Setúbal.

Na apresentação do evento estiveram ainda Luís Liberato, presidente do Comité Organizador, Sam Greetham, diretor da FINA, que enalteceu “a organização da prova e toda a hospitalidade”, e ainda Pedro Pina, vereador da autarquia setubalense, que se mostrou “entusiasmado com a realização da prova”, colocando a competição de águas abertas como “a prova-rainha da cidade”.

A competição internacional, com início às 16h00 (prova masculina) e 16h10 (prova feminina), será antecedida por uma Prova Aberta, na distância de 1,5km, cujo objetivo é promover a disciplina de águas abertas e que reunirá mais de 200 participantes.

A prova, que se realiza na baía do Sado a partir do Parque Urbano de Albarquel, é a sexta etapa do Circuito Mundial de Maratonas Aquáticas, prevendo-se que os termómetros atinjam os 36 graus e a temperatura deverá rondar os 20 graus.

Esta é a oitava vez que Setúbal recebe uma etapa do circuito mundial FINA, depois de ter organizado a prova entre 2006 e 2011 e em 2014, ano em que foram vencedores o australiano Jarrod Poort e a brasileira Ana Marcela Cunha.

Em 2012, a cidade do Sado acolheu a Qualificação Olímpica para Londres 2012 e será palco, no próximo ano, da Qualificação Olímpica para o Rio de Janeiro 2016.

Arseniy Lavrentyev, com um quarto lugar na edição de 2011, e Daniela Inácio, em sexto lugar no ano de 2008, são os detentores dos melhores resultados portugueses nas etapas da Taça do Mundo de Setúbal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *