Filipe Azevedo e Cristiana Valente novos Campeões Nacionais de Duatlo

Disputou-se este sábado, em Abrantes, o Campeonato Nacional Individual de Duatlo. A prova foi discutida entre alguns dos candidatos, desde a partida até ao final.

Após o primeiro segmento de corrida e durante o segmento de ciclismo formou-se um pequeno grupo constituído pelos atletas  Filipe Azevedo, Hugo Alves, Rafael Domingos,  João Ferreira e José Estrangeiro. Nuno Tinoco que entrou no parque de transição lado a lado com Filipe Azevedo, não aguentou o andamento no ciclismo imposto pelo grupo e descolou.

José Estrangeiro foi o primeiro atleta a deixar o parque de transição, para iniciar o segundo segmento de corrida, de cinco kms. Porém, a passada de Filipe Azevedo, do “Águias” de Alpiarça passou para o comando ainda no primeiro Km, posição que conservou até ao final da prova, sagrando-se assim Campeão Nacional Individual de Duatlo.

Em segundo lugar, cortou a meta Hugo Alves do Clube Triatlo do Fundão, após um sprint com Rafael Domingos do Sport Lisboa e Benfica, que viria a ficar em 3º lugar. O novo campeão nacional individual de Duatlo completou a prova de Abrantes em 01:57:18 , menos 18 e 19 segundos que o segundo e terceiro classificado.

Em declarações prestadas ao site oficial da Federação do Triatlo de Portugal, Filipe Azevedo afirma que “o meu objetivo para esta prova era fazer uma boa corrida. É onde tenho apostado mais nos últimos tempos. Fiz a primeira corrida forte, mas no ciclismo tentei resguardar-me um bocado e esperar pelo grupo. Na última corrida, tentei fazê-la forte porque esta será uma preparação para os triatlos e a corrida final faz a maior diferença nessas provas”.

Já Hugo Alves revela que, “esta foi uma prova que correu melhor do que esperava.Formámos um grupo de 6 atletas na primeira corrida e depois no ciclismo entendemo-nos bem e acabámos por chegar à última corrida com uma boa margem.” O atleta do Fundão afirma que, “nos últimos 200 metros foi discutir o Campeonato Nacional de sub23, o que acabou por alegrar a corrida. Acabámos por disputar o segundo e terceiro lugar e consegui o 2º lugar atrás do Filipe”, revela.

O terceiro classificado Rafael Domingos diz-nos que “ Na primeira corrida estava a sentir-me muito bem, passei para o ciclismo não conseguindo na primeira volta ajudar os meus colegas de grupo, mas como na segunda e terceira volta senti-me melhor, consegui ajudar. Tentei descansar o máximo possível na descida e na última corrida dei o meu melhor, apesar de estar muito massacrado da corrida”, termina dizendo.

Após sete minutos do inicio da prova masculina, foi dado o tiro de partida para a prova feminina, que decorreu sob o signo de uma liderança repartida entre Cristiana Valente do MOTRINDE -Clube dos Galitos e ainda Ana Filipa dos Santos, em representação do “Águias” de Alpiarça, durante o primeiro segmento de corrida.

No segmento de ciclismo, Cristiana Valente demonstrou estar mais forte. Acumulou durante o percurso uma vantagem de 4 minutos, suficiente para gerir a prova até ao final.

A vencedora do Campeonato Nacional Individual Feminino, terminou a sua prova com o tempo de 02:10:12, menos 4:57 que Ana Filipa Santos.

No último lugar do pódio, ficou a atleta do Macdonalds – TriBraga, Rita Maria Lopes, que aproveitou o segmento de ciclismo para conquistar esta posição, não a largando mais até ao final e terminando a sua prova com o tempo de 2:22:16.

Também no final da competição, foi possível escutar a reacção das primeiras três classificadas do campeonato.

Para Cristiana Valente, esta foi uma prova que correspondeu às suas expetativas, mesmo sendo uma prova de seleção. “Há algum tempo que já estava a contar ir ao Europeu, por isso eu e o meu treinador decidimos apontar o meu pico de forma para o europeu daqui a 2 semanas. Senti algum cansaço durante a prova, mas mesmo assim senti-me bem na primeira corrida. Na bicicleta, sabia que estava forte e por isso relaxei. No entanto, mesmo com a Filipa a “fugir” um bocado, mantive o meu andamento porque havia muita prova a fazer. Na última corrida foi só gerir e acabei por ganhar”.

Ana Filipa Santos considerou esta uma prova dura, mas com um percurso de corrida bastante rápido. “No ciclismo foi bastante seletivo. Esta era realmente uma prova para correr bem a quem estava bem descansado. Quem conseguisse fazer a diferença no ciclismo, era quem ganhava a prova. Mesmo cansada, o meu objetivo era correr bem e consegui”. Porém, foi no ciclismo onde a atleta revelou mais dificuldades, devido às semanas intensas de treino. “A Cristiana esteve muito bem , mereceu ganhar! Penso que temos as duas condições para disputarmos as posições da frente no Campeonato Europeu de Duatlo”, termina dizendo a atleta do “Águias” de Alpiarça”.

Rita Lopes afirma que “tentei fazer uma corrida controlada para não me desgastar muito. Neste momento o meu ponto forte está no ciclismo e por isso mesmo, tentei aproveitar ao máximo que estou em forma no ciclismo para chegar à frente. Não consegui chegar às duas “fugitivas”, mas consegui alcançar a Ana Ramos que ia na terceira posição. Na última parte do ciclismo, tentei ganhar alguma vantagem , para fazer uma transição mais segura e conseguir sair na corrida já na terceira posição”.

CLASSIFICAÇÕES NOS DIVERSOS ESCALÕES:

Em juniores venceu o atleta Rodrigo Ladeira, do Clube 4 Estilos, seguido de Marco Carreira do FET – Fátima Escola de Triatlo e ainda de João Marques, do Clube Natação da Amadora.

No escalão de sub-23, Filipe Azevedo, do Águias de Alpiarça acumulou também este título. Em segundo ficou  Hugo Alves do¨Clube Triatlo do Fundão e o terceiro foi Rafael Domingos do Sport Lisboa e Benfica. Pódio exatamente igual ao do campeonato nacional absoluto.

No escalão de seniores, José Estrangeiro foi o melhor atleta, numa prova dominada pelos atletas do Garmin Olímpico de Oeiras. Ricardo Gouveia e Marco Costa, foram, respetivamente, segundo e terceiro classificados.

No escalão V1, vitória de Luís Cancela, do Núcleo Sportinguista da Golegã, seguido de Rui Gonçalves, do Amiciclo Grândola e ainda Rui Galinha, também do Núcleo Sportinguista da Golegã.

No escalão V2, venceu Joaquim Carlos Lopes, do Mcdonalds-TriBraga. Segundo lugar para António Calafate, do Núcleo Sportinguista da Golegã e o terceiro lugar foi para António Sequeira, do Clube Triatlo do Fundão.

No escalão V3, o mais rápido foi Gary Blesson, do Clube de Condeixa, superando Carlos Gomes, do Garmin Olímpico de Oeiras e Pedro Marques do AMCR Fonte Grada, que completaram o pódio por esta ordem.

De salientar, ainda, a vitória de Manuel Lino Costa, no escalão V4. O atleta do Vasconha BTT Vouzela conseguiu vencer António Madeira, do Clube de Praças de Armada e João Carlos, do ADECT – Tunes.

Finalmente, ainda nos veteranos, realce para a vitória de Fernando Pombo, do Teletransportes-Belenenses, no escalão de V5, seguido de José Valério, do Clube Oriental de Lisboa.

No género feminino as classificações por escalões etários, foram as seguintes:

Rita Caetano do FET – Fátima Escola de Triatlo, foi a vencedora na categoria de juniores femininos, enquanto Rita Maria Lopes, do Mcdonalds-TriBraga, venceu a prova de sub-23, à frente de Ana Ramos, do CAPGE e de Mariana Pombo, do Sport Lisboa e Benfica.

Em seniores femininos venceu e simultaneamente campeã nacional absoluta, Cristiana Valente (Motrinde-Clube dos Galitos),superando a concorrência mais próxima de Ana Filipa Santos, do” Águias” de Alpiarça e Melissa Maia, do Amiciclo Grândola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *