Youssef el Kalai versus Eduardo Mbengani na luta pela última vitória em 2014, num leque de 1.200 inscritos

De regresso à São Silvestre da Amadora, o benfiquista Youssef el Kalai e o agora sportinguista Eduardo Mbengani vão dirimir, ao longo dos dez mil metros do difícil percurso, quem vencerá esta mítica prova e se tornará o campeão do último evento desportivo de 2014 a efectuar em Portugal.

 

O medalha de bronze no europeu de corta mato em 2010 e de ouro na Taça do Mundo de 10.000 metros, em 2011, apresenta-se com um currículo muito mais valioso mas Mbengani – que já foi 5º em 2008 e 8º em 2009 na Amadora – tem vindo a “crescer”, como ficou provado ao ser o melhor português no recente europeu de crosse.

Na luta pelo pódio surgem ainda mais dois atletas do Benfica, José Moreira (5º no ano passado e 4º em 2012) e Rui Pinto (10º em 2012 e 5º em 2011), para onde também correrão o sportinguista Luís Pinto (6º em 2012) e Paulo Gomes (Benaventense), que foi 7º o ano passado.

Outro sportinguista, Ricardo Mateus (que venceu a São Silvestre de Avis) é outro candidato ao “top five”, enquanto Nelson Cruz e Nuno Costa (Várzea) vão tentar entrar no “top tem”.

A prova masculina inicia-se pelas 18h10, cabendo a honra de abertura às senhoras, que sairão dez minutos mais cedo.

Neste sector, a prova é, teoricamente, mais aberta face a uma maior proximidade de valores entre as principais concorrentes inscritas, surgindo na linha da frente Filomena Costa (6ª o ano passado), Cláudia Pereira (4ª também em 2013) e Ercília Machado (5ª em 2012), para além de Leonor Carneiro.

Acrescentam-se ainda Vera Nunes (7ª em 2012 e 8ª o ano passado), a recém “mamã” Sandra Teixeira (6ª em 2012), com Solange Jesus (10ª em 2012) também à espreita de subir mais uns lugares, objectivo alinhado ainda pela jovem Mónica Silva, que integrou a selecção no europeu de crosse.

Mais uma noite inesquecível para a ainda jovem cidade da Amadora, que recebe de abraços abertos os mais de 1.200 participantes que se encontram inscritos, tal como em 2013, no que são as duas provas mais participadas de sempre na história das 40 edições efectuadas.

Referência ainda para a presença de uma equipa de triatlo do TriatlonFit Victória (Espanha), composta por Enrique Tinas, Guadalupe Torres, Raul Cuenca, Laura Luque e Rosalia Carrion, para além da argentina Mabel Rodriguez, no que serão duas estreias internacionais.

Também em estreia, estarão presentes seis  atletas do desporto adaptado, com referência especial para o amblíope Jorge Pina – participou nos jogos paralímpicos de 2008, na China e em 2012, em Londres e que está no projecto para o Rio de Janeiro 2016.

Nesta área dos atletas invisuais, presença ainda de António Pinheiro, Francisco Mendes, Paulo Dias e Telmo Pedro, sendo um dos guias Paulo Ramos. Juntam-se ainda Paulo Pinheiro (Deficiente intelectual), Paulo Benavente (APC) e Joaquim Machado (IPC).

Mais uma noite de festa na cidade da Amadora, apesar da proximidade da realização do campeonato nacional de estrada – 11 de Janeiro – o que impede os atletas de primeira linha, perante os compromissos que tem com os clubes, a fazerem menos competições neste fim-de-ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *