Vasco Pessoa e Ana Filipa Santos campeões nacionais 2014

Vasco Pessoa e Ana Filipa Santos são os campeões nacionais 2014 de triatlo. Os dois atletas do CD “Os águias” de Alpiarça venceram este sábado o Triatlo de Lisboa “Teleperformance – Os Belenenses”, que se realizou nos jardins da Torre de Belém, com partida junto à Fundação Champalimaud. 
Vasco Pessoa: “Estive quase para não vir”
Ana Filipa Santos: “
Pela primeira vez consegui controlar esta prova do início ao fim”

Para Ana Filipa Santos foi a renovação do título absoluto conquistado a época passada no mesmo local, numa prova onde foi 5ª classificada – a vencedora em Belém, em 2013, foi Luísa Condeço – e num campeonato então disputado por etapas, e não em prova única como este ano.

Já Vasco Pessoa conquistou o seu primeiro título nacional absoluto na distância olímpica (1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida), deixando em 2º lugar o colega de equipa e técnico Duarte Marques, campeão nacional em 2012.

O terceiro lugar do pódio masculino foi para o atleta sub-23 Rui Tenrinho, também do CD “Os águias” de Alpiarça. O pódio, tanto masculino como feminino, só foi decidido no segmento de corrida.

A semana passada, o mau tempo impossibilitou a realização da prova. Este sábado, houve condições para os atletas se lançaram ao rio Tejo, mas, mesmo assim, tiveram de enfrentar águas muito agitadas e com corrente, a dificultarem a progressão na natação.

Rui Tenrinho e Pedro Gaspar (Individual) foram os primeiros a sair da água, seguidos por Duarte Marques e Vasco Pessoa. Durante o ciclismo formou-se um pequeno grupo líder da prova, tendo Duarte Marques atacado na parte final, para o parque de transição, e iniciado o segmento de corrida isolado na frente.

“Durante o segmento de ciclismo trabalhámos em equipa e só na corrida foi cada um por si”, comentou Vasco Pessoa. “O Duarte disse-me que iria só forçar até à 3ª volta da corrida e, então, na última volta, apercebi-me que poderia ultrapassá-lo e vencer”, acrescentou o novo campeão nacional absoluto de triatlo, que antes de cortar a meta teve ainda tempo para parar e abraçar o pai e uma amiga.

Vasco Pessoa terminou em 01:49:44 horas, seguido por Duarte Marques, com 14 segundos de diferença (01:49:59). “A semana passada tinha mais expectativas e, na verdade, como a prova foi adiada, estive quase para não vir. Mas durante a semana fui-me sentindo bem e acabei por decidir marcar presença”, confessou ainda Vasco Pessoa.

Duarte Marques ficou muito contente com o segundo lugar e o pódio totalmente composto por atletas de “Os águias”.“Neste momento já não sou atleta de alta competição, a prioridade agora é o trabalho, e vim cá sem o treino suficiente, mas com muita atitude. No início da corrida já ia a sofrer bastante, mas a minha estratégia era atacar e ver o que dava. Apesar das muitas cãibras nas pernas, mantive o ritmo suficiente para garantir o 2º lugar”, comentou.

Quanto a Rui Tenrinho, o internacional sub-23 promete saltar para o primeiro plano nos próximos anos, depois de uma época em que ganhou bastante experiência e conseguiu alguns bons resultados. “Estava à espera de sair da natação na frente, como aconteceu, depois esperei pelos meus colegas para trabalharmos todos juntos. Na corrida senti-me bem e recuperei terreno a partir da segunda volta”, comentou Rui Tenrinho, que terminou com o tempo de 01:51:17 horas.

Na prova feminina, as sportinguistas Liliana Alexandre e Katarina Larsson foram 2ª e 3ª classificadas, respectivamente, depois de uma prova em que controlaram sempre o grupo da frente. A júnior Helena Carvalho, do CD “Os águias” de Alpiarça, assumiu a liderança logo no segmento da natação, mas sem conseguir segurar, na corrida, um lugar no pódio. Foi 5ª classificada, atrás de Ana Filipa Ferreira, do Alhandra Sporting Club, e à frente de Ana Casteleiro, do Sporting, outra das juniores que andou na frente.

“Pela primeira vez consegui controlar esta prova do início ao fim”, comentou Ana Filipa Santos, que há dois anos teve um furo e, na época passada, ficou presa numa bóia. “Este ano saí muito melhor na natação, apesar de não ter sido das primeiras. Mas sempre foi o meu ponto fraco e melhorei bastante na água. Consegui controlar sempre as adversárias, fui ganhando posições e, quando cheguei à corrida, vi que podia alcançar e ultrapassar as líderes da prova”, acrescentou a bicampeã nacional, que passou parte da época lesionada mas ainda tem esperança no apuramento olímpico.

Liliana Alexandre, 3ª há um ano em Belém, foi desta vez 2ª classificada: “Foi uma prova dura. O rio estava com bastante ondulação e corrente. No ciclismo estava muito vento e, comigo e a Katarina sozinhas, a puxar, cheguei à corrida já com as pernas muito massacradas. Depois foi gerir o 2º lugar”, comentou a atleta do Sporting.

Katarina Larsson também melhorou o 6º lugar de 2013. “A natação foi muito difícil, mas o ciclismo bastante bom. Venho aqui sobretudo para me divertir, porque adoro treinar e competir. Por isso, estou muito contente com este lugar no pódio”, afirmou a atleta de origem sueca que, este ano, foi campeã europeia de triatlo na distância olímpica do Grupo de Idade entre os 30 e os 34 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *